andré barata

“O jogo da filosofia é sempre um jogo insensato. Supor, porém, que não fosse absolutamente sério seria um ultraje. Se não fosse subversivo, irritante e insuportável, Sócrates teria sido simplesmente ridículo”.

Venham ao lançamento/apresentação do livro «Estado Social: De Todos para Todos», com debate na Cantina Velha da Univ. de Lisboa. Apresentam José António Vieira da Silva e Manuel Carvalho da Silva. Modera o Paulo Pena. O Renato Carmo e eu também debateremos. Depois, segue-se o jantar do 25 …

Veja mais...

  O surgimento da ideia de Estado social trouxe a mais importante mutação no pensamento político sobre os princípios que fundam o Estado desde a modernidade. O laço político que ligava a comunidade no Estado moderno, basicamente fundado na procura de segurança, fracassou redondamente ao …

Veja mais...

  Não haja dúvidas quanto à responsabilização, o crime do WTC não é compaginável com desculpas. Nenhuma palavra pode servir para diluir o horror ou torná-lo de algum modo negociável. A inauguração desta nova modalidade de terrorismo - chamemo-lo terrorismo de massas - é mais grave d…

Veja mais...

     I. A exploração   1.   Desde a última década, o facto determinante para boa parte da reflexão política sobre a actualidade tem residido na “mundialização da circulação de permutas”, para recorrer a uma expressão de Jean Baudrillard. Um facto que  se atribui naturalmen…

Veja mais...

    I. Regulamentação e desregulamentação  A realidade nacional reflecte hoje, sob diversos prismas, problemas instanciam os múltiplos diagnósticos de crise ou de finamento que afligem as democracias ocidentais, desde a crise dos valores ao fim das ideologias, desde o fim do político…

Veja mais...